Como Fazer Branding com Pouco Dinheiro

Por | junho 11, 2017

Branding Digital

Quando eu comecei a trabalhar desenvolvendo sites (isso foi na era jurássica da internet) eu não fazia ideia do que realmente seria marketing. Muito menos marketing digital. E aí fiquei pensando em como eu poderia consolidar uma marca (ou, no caso, o meu serviço de programação) se eu não tinha muito dinheiro (quer dizer, não tinha dinheiro algum…) para investir em publicidade. Problemão, hein?

O que eu queria fazer com o meu negócio é o que a publicidade chama de Branding.

Segundo a Wikipedia, Branding pode ser considerado como o trabalho de construção e gerenciamento de uma marca junto ao mercado. A construção de uma marca forte para um produto, uma linha de produtos ou serviços é consequência de um relacionamento satisfatório com o mercado-alvo. Quando esta identificação positiva se torna forte o bastante, a marca passa a valer mais do que o próprio produto oferecido. Branding é como é chamado o conjunto de práticas e técnicas que visam a construção e o fortalecimento de uma marca.

Tempo vai, tempo vêm e eu conheci as maravilhas do marketing digital e como ele poderia resolver esse problema que eu sempre tive sem precisar fazer grandes investimentos.

brandingVamos começar do início. Imagine que você tenha uma empresa que venda materiais esportivos pela internet. Seu negócio não é conhecido e você quer ser a principal referência no mercado dentro de algum tempo. Certamente o primeiro pensamento é: tenho que investir milhões de Reais neste ano para conseguir aproximar a minha marca da NetShoes. Para passá-la, ponho mais alguns milhões no próximo ano. Perfeito, camarada. A estratégia vai funcionar se você a executar. A questão é: assim como você, 80% dos negócios no Brasil são micro ou pequenas empresas e que NÃO DISPÕEM dessa verba para publicidade. E se você é um empreendedor que está começando do zero, então piorou, né?

O que fazer?
A resposta é branding digital. Existem 3 pilares fundamentais para você conseguir fortalecer a sua marca investindo muito pouco (ridicularmente pouco, em comparação ao método tradicional de publicidade): Criação de uma audiência responsiva (a famosa lista), Construção de Autoridade e Relacionamento.

#1 – Criação de uma Audiência Responsiva
O primeiro grande passo para um negócio sustentável e concreto na internet é a criação de uma audiência para o seu negócio. Essa audiência é representada pela lista de e-mails de pessoas que se interessam pelo seu negócio. Seu público-alvo. A lista é o seu ativo mais precioso do seu negócio online. É através dela que você vai construir o seu branding e realizar vendas, que vão alavancar sua empresa. A lista permite que você, a qualquer momento, converse com seus potenciais clientes, levando a sua imagem e a imagem da sua marca constantemente para eles. Isso nos leva ao ponto 2:

#2 – Seja autoridade no seu nicho
Quando você está presente positivamente na vida de alguém, você ganha a prioridade da atenção dela. Se você conseguir ir mais além e ainda transmitir confiança para as pessoas, você adquire autoridade. E passa a ser a referência dela dentro do seu negócio. Quando você adquire autoridade sobre alguma coisa, o que acontece? As pessoas vão preferir te consultar e comprar com você, ao invés de consultar/comprar com o seu concorrente. E como se cria uma autoridade? Mantendo um bom relacionamento (ponto 3) com a sua lista e entregando valor para ela.

#3 – Relacione-se com a sua Audiência
Muitas pessoas confundem a ideia de relacionamento com a lista. Mas não deveriam. Pensem no relacionamento com um(a) amigo(a), ou um(a) namorado(a). A relação entre vocês fica mais forte à medida que vocês se conhecem mais, se ajudam mutualmente, são transparentes e mantem uma relação honesta um com o outro. Com a sua audiência não é diferente. Você tem que fazer tudo para ajudar a sua audiência. Entregue o melhor conteúdo, a melhor dica, os melhores conselhos, as melhores indicações. O seu objetivo nunca pode ser de ganhar dinheiro em cima da sua audiência, mas sim de ajudá-la a todo custo. É o que você faria com um verdadeiro amigo, não?

Quando você toma essa atitude, a sua lista irá te ver como um grande líder, uma pessoa que está ali para ajudá-la em sua própria caminhada. Seu conceito irá aumentar com todas essas pessoas e você, enfim, estará fazendo o seu branding.

E por que eu disse que você pode fazer isso com pouco dinheiro?
Ora, não é caro construir um negócio sobre esses 3 pilares. Você não irá investir mais do que R$ 300 reais por mês na infra-estrutura (sistema de e-mail marketing, site e blog) e um 3 horas por semana para produzir conteúdo DIGNO para a sua lista.

Comparado aos milhões que você investiria fazendo o tradicional e obtendo os mesmos resultados, R$ 300/mês não está mal, concorda?

Se você quer uma indicação de serviços profissionais que você pode contratar para este fim, eu indico os que eu uso (e que são os melhores em relação a custo-benefício para nós, brasileiros):

KlickMail como serviço de e-mail marketing, que te permite enviar e-mails personalizados para a sua audiência, gerenciar listas, configurar e-mails automáticos e ainda visualizar relatórios de quantas e quem abrem suas mensagens e quantos e quem clica em seus links.

KlickMail

KlickSite que é um serviço novo e muito útil para quem precisa ter um blog profissional, páginas de captura integradas à listas automáticas e vários outros serviços web que, em outra instância, você precisaria contratar um programador para executar.

KlickSite

Ambos os serviços indicados, além de todos os benefícios citados, ainda possuem como ponto forte a simplicidade de uso. Você não precisa conhecer programação para ter o seu site na internet.

Vale dizer que branding pode ser feito tanto para negócios tradicionais, online, para quem tem um emprego ou para quem não tem nada. Basta usar os 3 pilares que eu te ensinei hoje e ser criativo.

Bom, agora diga você: Como é que você faz o branding da uma marca? Deixe um comentário abaixo para contar a sua experiência.

banner nerd

2 comentários em “Como Fazer Branding com Pouco Dinheiro

  1. Allan Mota

    Muito bom o conteúdo RAFAEL! Normalmente utilizo mídias tradicionais como jornal, outdoor, rádio, porém com diz o Érico Rocha isso é mais marketing de esperança.Acredito que implantando a FL nos negócios já existentes e para começar negócios do zero será a diferença de sorte para planejamento e sucesso!!! abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *