Sou Empreendedor e não tenho um Sistema. Faz como? - Nerd Rico

Blog

Sou Empreendedor e não tenho um Sistema. Faz como?

Rafael Cruz
Escrito por Rafael Cruz
Junte-se a mais de 5248 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

resident-evil4Domingão. Estava eu curtindo uma sessão de cinema em casa.

Estava assistindo Resident Evil 4 em 3D. Que aliás eu não gostei…

Anyway, durante o filme, eu recebi uma notificação pelo iPhone de uma publicação nova dentro de um grupo fechado no Facebook a qual participo.

Era do Felipe Moreira. Ele estava abrindo uma discussão sobre criação de sistemas, ou rotinas dentro do seu negócio e estava perguntando pra gente como fazíamos.

Humm… acho que ele pegou todo mundo desprevenido. Inclusive a mim.

E foi graças ao post dele que eu decidi escrever para você hoje sobre sistemas.

Não. Não estou falando necessariamente de softwares. Estou falando de engrenagens de um negócio. O que faz um negócio realmente funcionar como um relógio.

engrenagensO curioso é que a esmagadora maioria dos empreendedores não prestam a atenção neste importante ponto.

O foco está sempre em quanto ele pode ganhar ($$$). E aí ele acaba se escravizando dentro do seu próprio trabalho.

Sim, trabalho, pois se você tem uma atividade que dependa de você para continuar funcionando, então, desculpe-me, mas você NÃO TEM um negócio. Você tem um trabalho.

Você pode ganhar R$ 30 mil por mês dentro da sua atividade e isso não significa que você tenha um negócio.

Se você se ausentar por 30 dias, você vai continuar faturando os R$ 30 mil? Se vai, parabéns, você tem um negócio. Se não, meus pêsames, você tem um trabalho.

Agora vem a triste constatação:

Eu não vim aqui te ensinar a ter um sistema.

Não vim porque eu também não tenho um.

Eu vim aqui abrir a sua cabeça para esta realidade.

Aliás, eu mesmo tenho como meta em 2014 o propósito de montar um sistema para a Nerd Rico.

Veja, a minha empresa sofreu mudanças traumáticas em 2012, depois, em 2013, sofreu mudanças radicais por conta de 2012. Agora é hora da consistência. Da maestria, como diz Érico Rocha.

Para dizer que eu não tenho nada… eu tenho sim. Meu único sistema é:

Aconteça o que acontecer, eu publicarei um artigo original toda segunda-feira no blog da Nerd Rico e pagarei para freelancers quaisquer tipos de tarefas de programação que tomem mais do que 30 minutos do meu tempo.

Sim, isso é um sistema. Capenga, né… E isso não é suficiente. Não mesmo.

A única coisa que eu talvez possa te ensinar neste artigo é um exercício para visualizar as atividades do seu negócio.

Eis-lo:

Pegue um papel (ou abra o seu editor de textos favorito) e crie uma tabela com as seguintes colunas:

Tarefas que só eu posso fazer
Tarefas que eu posso delegar
Tarefas que eu posso terceirizar

Nota: a diferença entre delegar e terceirizar está em quem executará a tarefa. Se for alguém que faça parte da sua empresa, então você estará delegando. Se for alguém externo à sua empresa, você estará terceirizando.

Nota 2: se você não tem funcionários/colaboradores, então você não terá para quem delegar. Se, ao final desse exercício, você sentir que o seu negócio fluirá melhor se você passar a delegar tarefas, então considere arrumar um colaborador.

Voltando à nossa tabela montada. Agora você vai pensar em todas (eu disse TODAS) as tarefas essenciais para o funcionamento do seu negócio.

Distribua essas tarefas entre as colunas.

O critério para essa distribuição é o seguinte:

Se SOMENTE você pode ou tem competência para realizar tal tarefa, então ela obviamente entrará na coluna “tarefas que só eu posso fazer”.

Se a tarefa pode ser realizada por uma outra pessoa, e exige uma certa confiança ou presença física do executor, então ela precisa ser delegada a um colaborador.

Se ela não se encaixa em nenhuma das condições anteriores, então ela pode ser terceirizada.

Nota 3: Cuidado com o mal do autônomo. Essa “doença” faz com que empreendedores acreditem que somente eles podem fazer tudo e melhor do que todos.

Se você está contaminado com essa doença, então eu aposto 20 pratas contigo que a coluna “Tarefas que só eu posso fazer” ficou com praticamente todas as tarefas para si.

Esse exercício é o primeiro passo para você conhecer o processo de trabalho que você já tem. E é um facilitador na hora de montar um sistema para o seu negócio.

Um sistema permitirá que você se concentre nas atividades realmente importantes para o futuro do seu negócio (a parte estratégica) e que só você (por ser o cabeça de tudo), tem condições de administrar.

Um sistema fará com que as tarefas mecânicas, rotineiras e que roubam um precioso tempo da sua vida, possa ser feita por pessoas treinadas por você, fazendo a máquina funcionar sem você estar na linha de frente,

Um sistema fará com que você tire o foco do HOJE e concentre-se no AMANHÃ.

Se você achou que esse artigo te ajudou a repensar o seu negócio e quer deixar a sua contribuição sobre esse tema para mim e para os demais leitores do Nerd Rico, por favor, be my guest: deixe o seu comentário no campo abaixo e vem pra galera!

Opa,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

22 Replies to “Sou Empreendedor e não tenho um Sistema. Faz como?”

Boni

Sempre muito bom ler seus artigos. Aprendizado consistente e em evoluçao……parabens……

Newton Santos

Rafael, para quem já esta no circuito algum tempo como você, não é difícil escolher trajetos, rever a temperatura e o desempenho do seu motor e até a forma com que dirige seu carro no circuito…Mas quem é iniciante como eu, em Marketing Digital, precisa de um sistema passo a passo…Depois com esta base é possivel criar e estabelecer novos parâmetros. Quando aprendi a tocar violão eu tinha um mestre não só virtuoso mas também um grande ser humano, Edmar Saraiva hoje no andar de cima…Ele dizia que quem improvisa é que fez a lição corretamente ou seja, tinha um sistema base de aprendizado, incansavelmente explorado e depois poderia sair criando de tal forma que nascia dali sua própria identidade, acredito ser o que você é hoje…tantos anos nesta estrada…Este é o meu breve comentário sobre seu post…Newton Santos Consultor Imobiliário em São Paulo/Capital.

MARCOS ANDERSON

Muito bom Rafael ! Obrigado ! Tô bem no início e farei essa tabela .

Vicente P.Melo

Sempre preciso, certeiro como uma flecha, parabéns

Katiane

Bacana! Suas palavras chegaram boa hora, pois ainda estou no projeto do meu negócio. E terá que ser um NEGÓCIO. rsrs Obrigada! Deus abençoe a sua semana.

Cristiano

Excelente dica para planejarmos 2014. Muito obrigado Rafael. Parabéns!

João

Muito bom o artigo, visão baseada em processos de negócios.

Rafael Veloso

Rafael Gostei muito deste artigo… show de bola! E fez eu repensar muitas coisas nas minhas atividades!

O conceito é realmente fantástico ao mesmo tempo que faz me refletir muito!

Abraço

Rafael

Leonardo Ribeiro

Muito legal, Rafael. Vou fazer o exercício já!

Marco Antonio

Cara, a vida inteira trabalhei como colaborador. Estou em busca de um sistema porque há muito tempo atrás percebi que era isso que eu queria para minha vida. Em toda minha experiência percebi que quase nenhum empreendedor tem um sistema. Podem até ter um bom pro-labore, mas são escravos da empresa.

Bela

Bolas, eu estava a viver uma mentira!!!!
Pensava que já tinha um negócio, pois não tenho que andar atrás do patrão e afinal tenho é um trabalho…
Valeu! Acabei de abrir os meus olhos!

Eliane

Achei o texto super esclarecedor. Me ajudou a organizar as idéias em relação ao meu negócio. Até mesmo no autogerenciamento, pois trabalho sozinha e é um desafio decidir entre fazer tudo, delegar ou terceirizar. Aprendi muito. Obrigada Nerd Rico (Milionário, segundo o Érico Rocha). abraços.

Fernando Muniz

Ótima dica espero que você aplique em seu negócio também , gosto muito do seu trabalho … um Joinha …

kirley

É importante pensar que uma pedra que se encontra no topo da pirâmide só está la pelo apoio das demais…

Luciano Pedreira

O que você sugere para se criar um sistema que funcione, Rafael?
Pensando no assunto, eu sugiro que façamos um estudo minucioso de todos os processos da empresa e criemos um plano de ação para cada pessoa envolvida internamente na empresa, inclusive eu, o gestor. Todos temos que ter um plano de ação documentado.
O que acha da idéia?

Rafael

Luciano, a sua resposta foi perfeita. Antes de tudo a gente precisa entender as nossas necessidades. Se a gente não conhece o que REALMENTE precisamos, nenhum sistema do mundo a de funcionar.

Descubra as 4 Características que levarão você ao Céu ou ao Inferno - Curso de Email Marketing p/ Vendas - Listas de Email Marketing

[…] artigo, ela traça as 4 características mais comuns encontradas nos empreendedores. Gostaria de comentar cada uma delas e assim poder ajudá-lo a refletir sobre o seu próprio […]

Como Fazer um Vídeo de Alto Impacto em seu Site 1/3 - Curso de Email Marketing p/ Vendas - Listas de Email Marketing

[…] justamente mostrar e ensinar algumas técnicas básicas que você pode aplicar imediatamente ao seu negócio usando […]

Fórmula de Lançamento | Entrevista com Rafael Araújo, da Cachaçaria Nacional - Curso de Email Marketing p/ Vendas - Listas de Email Marketing

[…] hoje estrearemos a nossa série de 4 entrevistas com empreendedores que usam o Marketing Digital para alavancar seus negócios e aumentar seu faturamento. Neste […]

Como Criar Vídeos que Convertem na Internet | Parte 1 - Nerd Rico

[…] justamente mostrar e ensinar algumas técnicas básicas que você pode aplicar imediatamente ao seu negócio usando […]

Descubra as 4 Características que levarão você a ter sucesso ou fracasso - Atitude De Sucesso

[…] artigo, ela traça as 4 características mais comuns encontradas nos empreendedores. Gostaria de comentar cada uma delas e assim poder ajudá-lo a refletir sobre o seu próprio […]

fracasso-ou-sucesso

[…] artigo, ela traça as 4 características mais comuns encontradas nos empreendedores. Gostaria de comentar cada uma delas e assim poder ajudá-lo a refletir sobre o seu próprio […]

PARTICIPE DA NOSSA COMUNIDADE

Faça parte da nossa comunidade no Facebook para conhecer novos empreendedores, trocar informações e dúvidas.