O Poder da Resiliência

Por | outubro 22, 2017

dirigivel-resiliencia

Em setembro de 1898, Santos Dumont fez seu o vôo inaugural a bordo do seu primeiro dirigível, o Nº 1.

Mas algo saiu errado nesta viagem.

dirigivel caindo

A bomba de ar começou a falhar, o dirigível se dobrou e começou a cair em velocidade, a 400 metros de altura.

No entanto, a perspicácia do pai da aviação em gerenciar riscos falou mais alto e, numa entrevista, ele revelou o que ele fez pra escapar desta morte certa:

A descida efetuava-se com a velocidade de 4 a 5 m/s. Ter-me-ia sido fatal, se eu não tivesse tido a presença de espírito de dizer aos passantes espontaneamente suspensos ao cabo pendente como um verdadeiro cacho humano, que puxassem o cabo na direção oposta à do vento.

 

Graças a essa manobra, diminuiu a velocidade da queda, evitando assim a maior violência do choque. Variei desse modo o meu divertimento: subi num balão e desci numa pipa.

Isso é um belo exemplo de resiliência. Dumont, vendo o perigo, não se deixou abalar pela tragédia iminente e tratou logo de pensar numa solução. E ela veio ao ver o desespero dos transeuntes ao se pendurar nas cordas do balão a fim de pará-lo.

Uma simples instrução (a de puxar para a direção contrária ao vento e não para baixo com seus pesos, como as pessoas estavam fazendo), salvou a sua vida.

Ah, para ser mais exato quanto a definição de resiliência, podemos citar Job (2003), quando ele diz que a resiliência trata-se de uma tomada de decisão quando alguém depara com um contexto entre a tensão do ambiente e a vontade de vencer.

Essas decisões propiciam forças na pessoa para enfrentar a adversidade. Ou ainda podemos usar a definição de Barbosa (2006) que propôs que se pode considerar a resiliência como uma combinação de fatores que propiciam ao ser humano condições para enfrentar e superar problemas e adversidades.

E eu trouxe essa história pra você porque a todo momento nós, empreendedores, precisamos usar de nossa resiliência para superar problemas em nossos negócios.

Principalmente quando investimos nosso tempo e dinheiro em novos modelos de negócios digitais ou estratégias, tais como trabalhar como afiliados, lançar os próprios produtos, se firmar como autoridade dentro do seu nicho…

Para tudo isso precisamos de resiliência, pois são raros os casos de pessoas que conseguem alcançar o sucesso sem enfrentar problemas ou dificuldades.

Aliás, são as dificuldades que tiram a maioria dos empreendedores do jogo, pois eles desistem. Procuram um culpado para a sua falta de resiliência e coragem própria para justificar seus insucessos.

E não é esse o espirito do verdadeiro empreendedor.

O empreendedor precisa ter visão, mas sobretudo, precisa estar sempre em movimento. Sempre fazendo. Ninguém na história do mundo ficou rico ou obteve sucesso apenas acumulando conhecimentos para si ou pensando no que precisa fazer, mas nunca fazendo.

As pessoas de sucesso são aquelas que fazem. Sem desculpas e sem historinhas.

Quando as pessoas entram no jogo do fazer, naturalmente os obstáculos irão aparecer. E nesta hora ele vai usar a sua resiliência para continuar seguindo em frente.

Simples assim.

Uma vez conheci um sujeito que tinha 7 cursos de graduação no currículo. Sim, eu disse 7! Eu o perguntei:

E o que você faz da vida?

Ele respondeu:

Olha, ainda não me encontrei. Vivo de estágios e pequenos serviços.

Ele tinha mais de 55 anos.

Essa era a vida que ele tinha. 7 lindos diplomas no currículo e zero de resultado profissional.

Parece meio absurdo, mas se eu disser que conheço pessoas que já fizeram todos os cursos que foram lançados pelos gurus da internet e até hoje não fizeram nada de concreto, você vai acreditar?

Pois pode começar a acreditar, pois é o que eu mais vejo. E adivinha qual é a principal reclamação dessas pessoas?

Algo assim: ah, estou muito cansado. Fiz o curso A, B, C e D e continuo sem resultados. Nada funciona.

Adivinha o que falta para estas pessoas?

Acertou se pensou em AÇÃO.

Elas fizeram vários cursos, mas não aplicaram nada. Quando ainda fazem alguma coisa, elas fazem do jeito delas, ignorando boa parte das dicas ensinadas nos cursos.

Como é que essas pessoas vão conseguir resultados diferentes se continuam a fazer as mesmas coisas?

Bom, aproveitando essa lição sobre resiliência, quero compartilhar com você um belo vídeo de superação e resiliência de um artista. Assista aqui embaixo:

Se você quiser se inspirar com mais histórias de resiliência, superação e empreendedorismo, eu recomendo que você conheça o vídeo O QUE É O FÓRMULA DE LANÇAMENTO?

Se você curtiu esse artigo, compartilhe no seu Facebook e Twitter. Aproveite para deixar um comentário aqui embaixo para deixar a sua opinião sobre o que você leu aqui.

13 comentários em “O Poder da Resiliência

  1. Afranio Nogueira

    Grande Rafael, não é difícil entender porque o Erico diz que terá de mudar o slogan para Nerd Milionário … da para sentir o carinho e a dedicação que você escreve seus artigos.
    Excelente artigo, do tipo que faz agente entrar em ação imediatamente!

    Grande Abraço!

  2. Alexandre

    Ótimo texto Rafael. Tocou no ponto exato que faz as pessoas terem resultados: a Ação. E junto com a resiliência é um combo formidável!
    Abraço

  3. Jader Caetano

    Puxa vida Rafael,esse texto falou comigo rsrs.Já estou no 3º curso e ainda não apliquei nada ensinado pelos mesmos.Mas não foi pelo fato de me acomodar não,creio que seja por medo de não dar certo.Contudo,ao ler essa matéria,vi o quanto erramos quando insistimos em continuar com esse medo.Vou começar imediatamente e sair o mais rápido possível de minha zona de conforto.Abraço e continue assim,motivando e fazendo com que muitos,como eu,busquem seu sucesso!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *