Como ser um Líder para sua Equipe e Clientes

Por | junho 11, 2017

Quando estava mais ou menos com sete ou oito anos de idade, Gandhi morava num ashram com seu avô. Um de seus amigos era um garoto com quase a mesma idade dele e que também vivia ali com os pais.

Este menino gostava muito de doces, por isso os comia em grande quantidade. Por causa disso, começaram a aparecer furúnculos em seu corpo inteiro. Por mais que seus pais ralhassem com ele para que parasse de comer doces, ele não dava ouvidos. Sempre que havia doces por perto, ele simplesmente apanhava alguns para comer quando não havia ninguém olhando.

Preocupada, a mãe do menino levou-o até Gandhi e pediu-lhe que conversasse com ele para que não comece mais doces.

Após ter ouvido a mãe, Gandhi disse: “Por favor, volte dentro de quinze dias e eu conversarei com ele.”

Perplexa, ela fez exatamente como foi pedido e retornou quinze dias depois. Gandhi chamou o menino num canto e não levou mais do que um minuto para conversar com ele. Isso foi o bastante. Surpreendentemente, a partir daquele momento o menino parou de comer doces.

A mãe do menino ficou confusa, imaginando que tipo de milagre Gandhi havia efetuado em seu filho.

Alguns dias depois, ela foi até Gandhi perguntar o que havia acontecido. Gandhi respondeu que não havia sido um milagre. “Eu pedi para que a senhora voltasse dentro de quinze dias” disse ele, “porque eu precisava parar de comer doces durante quinze dias para poder pedir ao seu filho que parasse também”.

Ele havia dito isso para o menino, acrescentando ainda que não tocaria em nenhum doce até que os furúnculos sarassem e ele pudesse comer doces novamente.

Essa história é verídica e foi revelada pelo seu neto, Arun Gandhi, durante o Festival Cultural dos Jovens pela Paz Mundial, em Nagoya, em 1998.

E ela nos ensina um valor importante: se queremos liderar, precisamos dar o exemplo. Não adianta falar (não gosto do termo “dar ordens”) se você não faz a sua parte. Como quer conquistar a confiança das pessoas se você não consegue fazer aquilo que prega?

E eu vou mais além. Eu aprendi com o livro O Monge e o Executivo, que o verdadeiro líder precisa servir.

Você só consegue obter respeito dos seus liderados se você for um servidor. Se eles perceberem que você está junto com eles e dando TODAS as condições para que eles façam o melhor trabalho que eles puderem.

Se você é um pequeno ou grande empreendedor e tem uma equipe sob a sua gerência, então você pode reavaliar suas atitudes a ponto de entender se você é um líder servidor para elas.

Avalie se você consegue motivar a sua equipe através de exemplos e através do seu comprometimento com o alto desempenho de cada membro da sua equipe.

Essa dica também é válida para seus clientes e/ou seguidores. Se você tem pessoas que o acompanham o seu trabalho ou clientes, você precisa fazer o melhor por elas. Cuidar para que eles recebam o melhor conteúdo,o melhor serviço, enfim, o melhor atendimento para que seus problemas sejam totalmente resolvidos.

Fazendo isso, sua autoridade como líder irá na estratosfera e as pessoas confiarão mais em suas palavras.

É como eu já disse no meu artigo anterior: não faça o seu trabalho por dinheiro. Faça o seu trabalho para fazer a diferença na vida das pessoas.

Irei abordar mais assuntos pertinentes à liderança e gestão de equipes numa lista especial que estou montando. Se você tem interesse em saber mais a esse respeito, por favor faça o seu cadastro gratuito aqui.

NOTA: por favor, não faça o seu cadastro se REALMENTE você estiver precisando de ajuda para lidar com uma equipe OU se pretende montar uma em breve.

banner nerd

1 comentário em “Como ser um Líder para sua Equipe e Clientes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *