A Verdade sobre Relacionamento

Por | junho 11, 2017

Imagine as seguintes situações:

Um casal que jamais se comunica entre si (verbalmente, por gestos, olhar…. qualquer coisa);
Abastecimento por água de um veículo com motor à gasolina;
Um balão à gás inflado com oxigênio.

O que há de errado nestas situações?

hummm te ajudo…

1) Como é possível duas pessoas se conhecerem, se casarem e nunca se comunicaram?
2) Como é possível que um veículo à gasolina possa funcionar com água?
3) Como é possível um balão à gás subir somente com oxigênio?

Impossível, né? E sabe o que está faltando nestas 3 situações: o relacionamento acontecer.

O casal precisa se comunicar para estabelecer uma relação e poder viver juntos. O combustível precisa se relacionar com o motor para que o veículo se locomova. E o balão precisa se um gás que se relacione com a atmosfera de forma que suspenda o balão (Hidrogênio e o Hélio são os mais comuns).

Eu citei 3 situações. Mas se você pensar um pouco, vai observar que o relacionamento está presente em tudo.

Agora que você entendeu, eu te pergunto: como você trabalha o relacionamento no seu negócio? Não me diga que você está colocando água num motor à gasolina?

Se você tem hoje um negócio (ou até mesmo um emprego), que não vai bem ou, pelo menos, não dentro das suas expectativas, então um dos problemas pode ser a falta de um bom relacionamento.

Esse relacionamento pode ser interno (dentro do ambiente do seu negócio, com funcionários e parceiros), ou externo, representado por clientes ou pelo público que você atinge.

Já vi casos de pessoas que começaram a prestar atenção no seu relacionamento com o seu público e viram seu faturamento quadruplicar em menos de 30 dias.

E a questão é saber o que fazer para melhorar esse relacionamento externo. Bom, vou te indicar um roteiro que vai te ajudar a avaliar o melhor caminho para você.

1) Você realmente conhece o seu público? Sabe o que ele busca?
2) Coloque-se no lugar do seu público (baseado nas informações colhidas do primeiro item), e tente imaginar como que o seu negócio está ajudando-o a resolver seus problemas.
3) Ainda na pele do seu público, o que você sente pelo seu negócio? Satisfação, simpatia, indiferença, raiva, alegria…
4) Por que você sente isso? O que o negócio faz para provocar esse sentimento em você?
5) Agora volte para o seu corpo novamente (rs). Como que você se comunica com o seu público? (e-mail, telefone, ao vivo, Facebook…)
6) Como você faz essa comunicação? É pessoal? Você dá chance do seu público estabelecer um canal de diálogo contigo? Como que eles manifestam (de forma sincera), suas necessidades?

Enfim, esse roteiro vai te ajudar a fazer um raio X do seu relacionamento com o seu público. É um processo bem pessoal e de reflexão interna, então destine uns minutos para ficar sozinho e faça essa meditação sobre o seu negócio.

Depois que terminar, você pode se perguntar: Ok, entendi o que está acontecendo. E como posso melhorar meu relacionamento com o meu público?

Bom, posso te recomendar com segurança uma estratégia que funciona MUITO BEM para manter um excelente relacionamento com públicos variados. Não é a única, mas a que considero a MAIS PODEROSA de todas. A arte de contar histórias (storytelling).

Sim, parceiro. A boa e velha história. Que povoou durante tanto tempo o nosso imaginário em tenra idade com histórias fantásticas de fadas e princesas. E que hoje nos renova o encanto em cada livro lido, filme assistido ou história de vida de pessoas diversas.

Existem poucas pessoas que eu conheço NO MUNDO, que dominam essa arte com destreza.

E para a nossa alegria, estou em fase terminal de concluir o curso online que vai te ensinar tudo o que você precisa saber para contar boas histórias, se relacionar com o seu público e se tornar uma pessoa magnética (melhorando inclusive seus negócios).

Bom, por enquanto, é tudo o que posso revelar.

Se você gostou desse artigo, deixe um comentário aqui embaixo e diga se o que você meu nos últimos 7 minutos foi importante para você.

Até a próxima.

19 comentários em “A Verdade sobre Relacionamento

  1. Paulo Bigal

    He… Rafael… concordo com vc!!! Realmente boas histórias são atalhos valiosos para um bom relacionamento.Um forte abraço e parabéns.

  2. Jota Virgilio

    Legal Rafa… estou entrando no negócio de Internet Marketing e tenho uma dificuldade enorme de me relacionar com a minha lista. Ora acho que o conteúdo não atingir a minha pequena audiência, ou então acho que eles não vão entender o que estou tentando passar. É complicado. parabéns pelo artigo.

  3. Rafael Stuque

    Xará, com certeza foi importante. Todas as suas lições soam muito coerentes para mim e sempre faz com que me surja aquela antiga pergunta retórica: por quê não pensei nisso antes?
    Estou ansioso por novas dicas suas!

  4. Pingback: Uma Notícia Boa e outra Excelente para Você - Curso de Email Marketing p/ Vendas - Listas de Email Marketing

  5. Pingback: 3 Poderosas Dicas para Aumentar seus Fãs no Facebook - Curso de Email Marketing p/ Vendas - Listas de Email Marketing

  6. Pingback: Não Convença seu Cliente, Conquiste-o - Curso de Email Marketing p/ Vendas - Listas de Email Marketing

  7. Pingback: As 7 Regras para ter um Site com Autoridade - Curso de Email Marketing p/ Vendas - Listas de Email Marketing

  8. José Neto

    Numa relação de negócios o (bom) relacionamento é tudo. E achei muito interessante a técnica de storytelling

  9. Luis

    O que vemos em todas as suas publicações sejam em que formato forem é uma criatividade inspiradora, realmente tens um trabalho inovador e que chama a atenção aos olhos mais severos, meus parabéns e tenho certeza que você faz a diferença com teu trabalho na vida de muitos empreendedores ou candidatos a tal.

  10. Ivone Gorete

    Parabéns. Muito criativo e inspirador. Vou fazer agora mesmo esse raio X. Abraços e obrigada.

  11. Carlos Rocha

    Oi Nerd Rico,
    Muito bom, obrigado pela contribuição.
    Preciso melhorar minha relação com meu público, quebrando uma parede de gelo que ainda nos separa.
    Pareceu que tenho medo de não ser ouvido e isso não os aproxima de mim e meus conteúdos.
    Se conseguir aprender o mínimo de contar histórias, com certeza vou me aproximar e fazer com que eles consumam meus conteúdos e participem mais, e com prazer e alegria.

  12. Pingback: Entrevista a Pedro Quintanilha, do Mentalidade Empreendedora – Nerd Rico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *